Resultados encontrados: LITERATURA

ALTAMIR FERNANDES DE SOUSA LANÇA “COLÉGIO ESTADUAL DE PATOS DE MINAS: MEMÓRIAS DE SUA CRIAÇÃO”

Postado por e arquivado em ARTES, EVENTOS, LITERATURA.

Em uma noite memorável, no último sábado, dia 7 de outubro [2017], ocorreu o lançamento do livro Colégio Estadual de Patos de Minas: memórias de sua criação, de autoria de Altamir Fernandes de Sousa, professor do Centro Universitário de Patos de Minas (Unipam). O evento ocorreu na Sociedade Recreativa Patense, com uma presença espetacular de […]

AMIGAS BÊBADAS, AS

Postado por e arquivado em ARTES, FERNANDO KITZINGER DANNEMANN, LITERATURA.

No dia em que o público tomou conhecimento do acontecido, o alvoroço em Periquitinho Verde foi daqueles que ninguém consegue avaliar corretamente. Porque, a bem da verdade, o mal-entendido que atingiu em cheio duas jovens senhoras do andar de cima da sociedade local, não foi fruto de alguma situação maliciosa, ou pecaminosa, ou de traição […]

ARANHA, A

Postado por e arquivado em ARTES, LITERATURA, WILSON PEREIRA.

A aranha não se acanha arranha o ar e sobe. Enquanto sobe (sus)pensano fio enquanto desce tece. Remove o vago sobe e desce cautelosa nesse ofício: lançar sobre o nada fios de seda e sonho. Assuntos Relacionados: AVENIDA FÁTIMA PORTO VISTA DA RUA PROF.º JOÃO LEITE DESCENDO E SUBINDO A CINCO DE MAIO EDIFÍCIO ALVORADA […]

ARCA DO ZÉ DA SORTE, A

Postado por e arquivado em ARTES, FERNANDO KITZINGER DANNEMANN, LITERATURA.

O Zé da Sorte, para quem ainda não ouviu falar dele, é um cidadão conhecido em Periquitinho Verde e redondezas como curador de males físicos e desassossegos espirituais, fornecedor de remédios preparados com ervas e raízes que ele mesmo busca ou manda buscar no mato, consertador do que não está dando certo na vida dos […]

ATOR, O

Postado por e arquivado em ARTES, LITERATURA, PAULO NUNES.

o corpo não pensa, sabe e tudo que há é dentro (ou fora ou sob ou sobre) em função de seu gesto único: fingir existência o corpo não lembra, está ou dorme, indiferente enquanto sonha uma fuga e o mundo dá seu giro obedecendo ao calendário o corpo deseja, e muito – confunde espelho e […]

CAÇADOR E O LEÃO, O

Postado por e arquivado em ARTES, FERNANDO KITZINGER DANNEMANN, LITERATURA.

Rodolfo Foquento, diligente repórter e atilado comentarista político da PRK-25, amais ouvida estação de rádio de Periquitinho Verde, alimentara durante anos a fio o desejo de participar de um safári na África. Essa sua aspiração meio secreta surgira a partir de um filme de Tarzan que ele assistira quando ainda menino pequeno, e crescera ao […]

CADÊ A VELHA

Postado por e arquivado em ARTES, FERNANDO KITZINGER DANNEMANN, LITERATURA.

Já expliquei em outra oportunidade¹ que mal-entendido é o equívoco, a confusão, o desentendimento, a opinião errada a respeito das coisas. Todo mundo, por mais esperto ou inteligente que seja, está sujeito a um desses momentos de bobeira, de mancada, porque basta uma fração de segundo de descuido, de desatenção, de desinteresse, para que o […]

CAMINHADA

Postado por e arquivado em ARTES, LITERATURA, WILSON PEREIRA.

Para o Jorge Ferreira Era madrugada e Deus dormia. Havia lua no céu… Ao longo da estrada o silêncio chovia. Pingava luz do seu chapéu. * Foto: Aventuras-em-oblivia.blogspot.com. Assuntos Relacionados: CAMPO DE AVIAÇÃO MENINO, O RUA OLEGÁRIO MACIEL NA DÉCADA DE 1950 CASA GOTTE – 1933 CADÊ A FAZENDA? QUALQUER RUÍDO (DALLA E WANDER PORTO) […]

CARMINHA XIMENES LANÇA “MARIDOS NA BERLINDA”

Postado por e arquivado em ARTES, EVENTOS, LITERATURA.

A cronista Carminha A. Ximenes estréia na literatura com o livro “Maridos na Berlinda” em noite de autógrafos marcada para o dia 12 de agosto (1997), terça-feira, a partir das 19:30 horas, no Espaço Cultural Telemig (Av. Afonso Pena, 4001 – Mangabeiras). O evento integra a programação do “Sempre Um Papo”, numa realização conjunta do […]

CASAMENTO JÁ ERA

Postado por e arquivado em ARTES, FERNANDO KITZINGER DANNEMANN, LITERATURA.

O casamento já foi uma instituição séria. Antigamente, quando noivos e noivas cumpriam ao pé da letra o preceito religioso do “até que a morte nos separe”, ambos cuidavam de aparar as arestas da vida a dois porque, como se dizia, o matrimônio era o fim da criancice e o começo da criançada. Sendo assim, […]

COMIDA DE JACARÉS

Postado por e arquivado em ARTES, FERNANDO KITZINGER DANNEMANN, LITERATURA.

Qualquer periquitinhoverdense que seja dono de alguma coisa ligada à atividade agropecuária, certamente já ouviu falar da fazenda do Juca Luís, em Grota Funda, um dos cinco distritos de Periquitinho Verde, porque sendo ela uma propriedade rural muito bem cuidada, todos os que de alguma forma se incluem nesse ramo fazem questão de afirmar aos […]

CONCURSO DE MENTIRAS

Postado por e arquivado em ARTES, FERNANDO KITZINGER DANNEMANN, LITERATURA.

Vira e mexe a PRK25, Rádio Periquitinho, a mais ouvida de Periquitinho Verde e adjacências, apresenta alguma novidade aos seus ouvintes. Isso é ordem expressa do seu proprietário, Argemiro Catavento, cumprida à risca por Edmar Pomes, gerente responsável pelo setor de programação da emissora. A última dessas atrações foi o concurso de mentiras que provocou […]