Resultados encontrados: FOTOS

“TAG”: EXEMPLO DO REPÚDIO À NOSSA LÍNGUA

Postado por e arquivado em FOTOS, MAZELAS.

O estrangeirismo exacerbado não é uma característica exclusiva de Patos de Minas. É certo que o Brasil, 516 anos depois do “descobrimento” pelos portugueses, ainda não “acatou” a língua de lá como sendo a oficial. O ruim da coisa é que Patos de Minas trilha o mesmo caminho nacional. No comércio, por exemplo, basta reparar […]

1.ª JARDINEIRA DE ABÍLIO GONTIJO

Postado por e arquivado em DÉCADA DE 1940, FOTOS.

Aos 19 anos de idade, Abílio Gontijo adquiriu esta jardineira Chevrolet Comercial de 1940 com o intuito de fazer transporte de passageiros do Carmo do Paranaíba a Patos de Minas e vice-versa. Corria o ano de 1943. Ele era o motorista, o trocador e o mecânico. Foram os primeiros passos da Viação Gontijo. Baseado em […]

1.ª JARDINEIRA DE JOSÉ RANGEL

Postado por e arquivado em DÉCADA DE 1920, FOTOS.

No final de 1919, quando os meios de transportes rodoviários, não só em Patos, mas em todo o Brasil, eram muito rudimentares, achando-se ainda em fase embrionária, José Rangel fundou a Emprêsa Auto-Viação de Patos, com carros diários para Catiara. Tão logo foram inauguradas as corridas com essa jardineira (já em 1920), ele cuidou de […]

1.º ACIDENTE AÉREO – OS CORPOS

Postado por e arquivado em DÉCADA DE 1940, FOTOS.

O primeiro acidente aéreo de Patos de Minas¹ aconteceu no dia 30 de agosto de 1948, causando a morte de Caio, que pilotava o avião monomotor conhecido popularmente como teco-teco, e dos passageiros que transportava: o patense José Adalardo Belluco (aos 23 anos) e um amigo de nome Luís. Os dois eram bancários, moravam em […]

1.º ENDEREÇO DA RÁDIO CLUBE DE PATOS

Postado por e arquivado em 2014, DÉCADA DE 2010, FOTOS.

Pouco antes da fundação da Rádio Clube de Patos, um estúdio provisório foi instalado na então Rua Benedito Valadares (hoje Major Gote), no quarteirão entre as ruas General Osório e Afonso Pena, nos fundos de onde funcionou a Pharmacia São José. Atualmente, ao lado funcionam em sequência uma sorveteria, uma casa lotérica, uma relojoaria, um […]

1.º MATADOURO MUNICIPAL

Postado por e arquivado em DÉCADA DE 1900, FOTOS.

Uma das primeiras grandes obras do município, inaugurado em janeiro de 1908. Situava-se na Rua Major Gote, onde é hoje o Banco do Brasil. A entrega das reses abatidas¹ aos açougues era realizada num carroção puxado por dois bois. A lei n.º 130, de 13 de janeiro de 1910, autorizou o Agente Executivo (na época Olegário […]

1.º MAUSOLÉU DO CEMITÉRIO SANTA CRUZ

Postado por e arquivado em 2017, DÉCADA DE 2010, FOTOS.

O Cemitério Municipal Santa Cruz foi inaugurado em 12 de junho de 1911 e começou a funcionar em 28 de julho do mesmo ano com o sepultamento de uma criança do sexo masculino de dez meses de idade da localidade de Canavial (Mata dos Fernandes), filho dos lavradores José Honório da Silva e Jacinta de […]

1.º POUSO DE UM AVIÃO

Postado por e arquivado em DÉCADA DE 1930, FOTOS.

O primeiro avião a descer em Patos de Minas, em 04 de junho de 1936, provocou enorme rebuliço e foi um pouso forçado por falta de combustível. Era um típico teco-teco “Tocantins 666” avermelhado de asas duplas com cabine aberta. As pessoas estranharam tanto que ao passar baixo sobre olarias situadas na Lagoinha foi alvo de dois […]

1º ACIDENTE AÉREO

Postado por e arquivado em DÉCADA DE 1940, FOTOS.

O primeiro acidente aéreo de Patos de Minas aconteceu no dia 30 de agosto de 1948, causando a morte de Caio, que pilotava o avião monomotor conhecido popularmente como teco-teco, e dos passageiros que transportava: o patense José Adalardo Belluco (aos 23 anos) e um amigo de nome Luis.  Os dois eram bancários, moravam em São Paulo […]

2.º ACIDENTE AÉREO

Postado por e arquivado em DÉCADA DE 1960, FOTOS.

Quinze anos. Este o tempo transcorrido após a tragédia do primeiro acidente aéreo ocorrido com um monomotor que caiu à frente do Grupo Escolar Marcolino de Barros¹. Praticamente toda a cidade ainda preservava na mente a cena tétrica de três corpos carbonizados na Avenida Getúlio Vargas quando uma nova tragédia aérea abalou Patos de Minas. […]