ESCOLA ESTADUAL ABÍLIO CAIXETA DE QUEIROZ

Postado por e arquivado em ESCOLAS, ESTADUAIS.

Em 12 de setembro de 1984 o governo de Minas criou em Patos de Minas uma escola de 1º grau (1ª a 8ª série) com o objetivo de atender a demanda escolar dos Bairros Alvorada 1 e 2, Nossa Senhora de Fátima e Alto Caramuru, batizada em 27 de agosto de 1985 com o nome “Escola Estadual Abílio Caixeta de Queiroz¹”. Mas, por questões políticas e burocráticas, só entra em funcionamento a 6 de fevereiro de 1987, já com os turnos da manhã, tarde e noite.

Para os moradores, principalmente do Bairro Alvorada, estava sendo realizado um sonho. As famílias ficaram muito contentes, pois seus filhos ganharam uma escola próxima de casa, sem contar que isso traria vários benefícios para o bairro.

A seguir, as diretoras e suas realizações:

Francisca das Chagas Ribeiro Tolentino – A primeira diretora, cujo dinamismo em conjunto com os funcionários muito fez em prol da melhoria da escola, tanto nos aspectos físicos, quanto no processo de ensino-aprendizagem.

Elizabeth Maria de Sant’Anna Borges – A primeira eleita pela comunidade escolar, em 1991. Sua gestão foi de 1992 a 1993. Bem relacionada no meio político e com o apoio da comunidade, conseguiu várias melhorias para a escola, como ampliação do espaço físico, construção da biblioteca e da sala de vídeo. No final de 1996, foi reeleita para mais três anos de gestão. Uma das realizações mais marcantes deste seu segundo período de direção foi a participação da escola em vários projetos, inclusive da UNESCO, onde recebeu vários prêmios, e a construção da quadra de esportes.

Kathy Cristina de Sá Nascimento – Eleita em 1994. Com muita dedicação e otimismo muito fez pela escola, sendo seu trabalho marcado pela prioridade na área pedagógica, e em seu tempo de direção deu continuidade às obras iniciadas na gestão anterior.

Orosina Madalena Teixeira Braga – Eleita em 2000. Durante 8 anos, muito fez em prol da melhoria da escola, ressaltando sempre a busca da qualidade do processo de ensino-aprendizagem. Orosina lutou incansavelmente pela reabertura de turmas do Ensino Médio, que haviam sido extintas, e em sua administração a escola recebeu muitos alunos que tinham ido para as escolas centrais em busca de continuar seus estudos no Ensino Médio. Com ela a escola ultrapassou a marca de 1000 alunos e voltou a funcionar em três turnos, atendendo alunos do 1º ano de escolaridade até o 3º ano do Ensino Médio. Neste período também houve uma grande preocupação com o pedagógico e foram oferecidos vários cursos de capacitação para docentes e funcionários de várias áreas, como os projetos Veredas, Procap, Procad, Ceale, enfim, aperfeiçoamento e capacitação para todos os profissionais envolvidos na educação sempre com o apoio irrestrito da diretora e sua equipe. Outra grande realização desse período foi a cobertura da quadra que tanto beneficiou alunos e professores nas práticas esportivas e hoje a escola tem uma das mais bem projetadas quadras de nossa cidade.

Maria das Graças Lemos e Silva – Eleita em 2008.

Nos últimos 5 anos muitas mudanças aconteceram através de um trabalho de muita seriedade, profissionalismo, dinamismo e firmeza realizados por todos os servidores liderados pela atual diretora Graça Lemos. No aspecto pedagógico, a escola vem alcançando a cada ano, melhores resultados nas avaliações externas. Nos esportes, crescemos muito nos últimos anos com um reconhecimento espetacular em nível municipal e estadual através do Joju e Jemg.

São muitos os projetos desenvolvidos atualmente no intuito de tornar a escola cada vez mais atraente: Abrindo Espaço, Tempo Integral, Pausa para Leitura, Literatura em Minha Casa, PEAS, PAV, Amigos da Escola, Esporte na Escola, todas as datas comemorativas, além de outros desenvolvidos nas salas de aulas pelos professores em seus conteúdos.

No aspecto físico muito se tem feito a começar pela reforma geral da escola e ampliação de duas salas de aula e uma secretaria.  Ainda, a organização dos espaços como direção vice-direção, supervisão e área externa. Também, a aquisição de muitos aparelhos, móveis e utensílios.

Foram muitos computadores, notebooks, datas-show, geladeira, mesas para refeitório, carteiras, aparelho de som, pratos, talheres, material esportivo, enfim. Até hoje não faltou material para o trabalho em prol dos alunos.

A Escola Estadual “Abílio Caixeta de Queiroz’’ possui atualmente quase 100 funcionários e 1.250 alunos, contando com 18 turmas do Ensino fundamental I ( 1º ao 5º) que funcionam no período da tarde, 13 turmas do ensino fundamental II ( 6º ao 9º) no período da manhã e 8 turmas de ensino médio nos períodos da manhã e  noite.

Além das salas de aula, cantina e demais dependências, a escola possui uma biblioteca com um acervo considerável de livros, revistas, computadores para pesquisa etc., na qual os alunos são sempre bem recebidos para realizar pesquisas, buscando enriquecer o que é apresentado pelos professores durante as aulas.

* Fonte: eeabiliocaixetadequeiroz.blogspot.

* 1: Leia a biografia do homenageado no texto “Abílio Caixeta de Queiroz”.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

captcha

Please enter the CAPTCHA text