MAMORÉ E URT NOS CAMPEONATOS BRASILEIROS

Postado por e arquivado em DIVERSOS, ESPORTES, FUTEBOL.

MAMORÉ E URT

O torcedor patense conhece com todas as letras as agruras que Mamoré e URT enfrentam a cada Campeonato Mineiro, em qualquer um dos módulos. Por falar em módulos, em Minas Gerais não há divisões como em todo o resto do país. Aqui nas Minas Gerais, a considerada 1.ª Divisão tem dois Módulos, o I e o II (este é na realidade a 2.ª Divisão em todos os Estados). E a 3.ª Divisão nos outros Estados aqui é considerada a 2.ª Divisão. Entendeu?

Mamoré e URT já se aventuraram em algumas competições nacionais com resultados para lá de modestos. O jornalista Adamar Gomes, experiente e profundo conhecedor do nosso esporte, é quem nos conta a trajetória dos dois times patenses até 2006:

Em 1995, o Trovão Azul disputou a Série C do Campeonato Brasileiro. Na fase inicial, participante do Grupo 4,  que tinha os adversários Botafogo de Ribeirão Preto-SP, Mirassol-SP e Uberlândia-MG, ficou em terceiro lugar e não foi adiante. Eis a Campanha: URT 0x1 Uberlândia, URT 2×0 Mirassol, URT 0x0 Botafogo, Uberlândia 3×2 URT, Mirassol 1×2 URT e Botafogo 2×2 URT.

Em 2000 a Veterana da Avenida Brasil participou pela primeira vez da Copa do Brasil, enfrentando o Fluminense carioca. No 1.º jogo no Zama Maciel empatou de 1 a 1. Na volta, no Maracanã, perdeu de 2 a 0 e foi desclassificada. A segunda participação ocorreu no ano seguinte, enfrentando o Mixto de Cuiabá-MT. No 1.º jogo em casa venceu por 2 a 1, mas perdeu o jogo de volta por 2 a 0 e encerrou sua participação no torneio.

Em 2001 foi a vez do Mamoré disputar a Série C do Campeonato Brasileiro. Em um grupo com times mineiros (Atlético de Três Corações, Ipatinga, Tupi de Juiz de Fora, Uberaba, Uberlândia e Villa Nova de Nova Lima), o Sapo ficou em 5º lugar e não se classificou para a segunda fase. Foram estes os resultados do 1.º turno: Tupi 2×2 Mamoré, Mamoré 1×1 Uberlândia, Mamoré 1×0 Villa Nova, Ipatinga 5×1 Mamoré, Mamoré 4×1 Uberaba e Atlético-TC 0x0 Mamoré. No 2.º turno: Mamoré 1×0 Tupi, Uberlândia 2×1 Mamoré, Villa Nova 0x0 Mamoré, Mamoré 0x3 Ipatinga, Uberaba 2×2 Mamoré e Mamoré 1×2 Atlético-TC.

Em 2006 houve a terceira participação da URT na Copa do Brasil. Desta vez, pelo menos, passou à Segunda Fase. No 1.º jogo contra o Londrina-PR venceu por 3 a 2 no Zama Maciel. No jogo de volta segurou o empate de 1 a 1. Foi então a vez de enfrentar o glorioso Santos. Infelizmente, Patos de Minas presenciou a nossa derrota por 3 a 1. Como, pelo regulamento, diferença de dois gols do visitante desclassificava o time da casa, a URT encerrou a sua participação.

Somente 10 anos depois, um time patense alcançou novamente a condição de disputar uma competição nacional, com a URT: Campeonato Brasileiro da Série D. A Veterana fez parte do grupo A12 com Desportiva Ferroviária-ES, Goianésia-GO e Volta Redonda-RJ. Foram estes os resultados: URT 2 x 1 Desportiva, Volta Redonda 1 x 0 URT, Goianésia 1 x 3 URT, URT 4 x 0 Goianésia, URT 0 x 0 Volta Redonda, Desportiva 0 x 1 URT. A equipe patense ficou em 2.º lugar e passou à segunda fase, de mata-mata. O primeiro adversário foi o Volta Redonda, e a URT empatou de 1 a 1 no Zama Maciel. No jogo de volta, veio a derrota por 2 a 0, eliminando a equipe patense.

Em 2017, a URT enfrentou o Luverdense, de Lucas do Rio Verde-MT, pela Copa do Brasil, perdendo de 2 a 1 no Estádio Zama Maciel, encerrando assim sua participação no torneio. Depois veio o Campeonato Brasileiro da Série D. Na primeira fase, a URT fez parte do grupo A12 com Audax-SP, Itumbiara-GO e Portuguesa-RJ. Foram estes os resultados: Portuguesa 3 x 0 URT; URT 0 x 1 Itumbiara; Audax 0 x 1 URT; URT 2 x 1 Audax; Itumbiara 0 x 1 URT; URT 0 x 0 Portuguesa. A equipe patense ficou em 2.º lugar e passou à segunda fase, de mata-mata. O primeiro adversário foi a Portuguesa-RJ e a Veterana venceu por 1 a 0 no Estádio Zama Maciel. No jogo de volta, empate por 1 a 1 no Rio de Janeiro e classificação para as oitavas-de-final para enfrentar o Vila Nova de Nova Lima-MG. Contra o Leão do Bonfim, os mesmos resultados do jogo anterior: 1 x 0 no Zama Maciel e 1 x 1 na casa do adversário. E assim, pela primeira vez em sua História, um time de Patos de Minas se classificou para as quartas-de-final do Campeonato Brasileiro da Série D desde o início dos pontos corridos em 2003, para enfrentar o Globo da cidade de Ceará-Mirim, no Rio Grande do Norte.  No primeiro jogo realizado no Estádio Zama Maciel a URT venceu por 1 a 0. No jogo de volta, o adversário devolveu o placar. A disputa foi para os pênaltis, e aí veio a derrota por 3 a 2, eliminando o time patense.

Em 2018, a URT disputou novamente dois torneios nacionais: a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro da Série D. Pelo primeiro, enfrentou no Estádio Zama Maciel o Paraná. O resultado foi um empate de 1 x 1, eliminando o time patense. Pelo outro, fez parte do Grupo A12 com Macaé, Itumbiara e Espírito Santo. Resultados: Espírito Santo 1 x 1 URT, URT 2 x 0 Itumbiara, URT 1 x 2 Macaé, Macaé 3 x 1 URT, Itumbiara 0 x 1 URT, URT 4 x 2 Espírito Santo. Classificou-se para a 2.ª fase em segunda lugar da chave para o enfrentar o Treze-PB. No jogo de ida em Patos de Minas, 1 x 1. No jogo de volta em Campina Grande, outro 1 x 1. Nos pênaltis, a URT perdeu por 3 x 2.

Em 2019, a URT disputou novamente dois torneios nacionais: a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro da Série D. Pelo primeiro, no Estádio Zama Maciel venceu o Coritiba por 3 x 2. No segundo jogo, também no Estádio Zama Maciel, empatou com o Vila Nova-GO por 2 x 2, levando a decisão para os pênaltis. O resultado foi a derrota de 5 x 4, eliminando o time patense. Pelo outro, fez parte do Grupo A13 com Brasiliense, Ituano e Serra. Numa campanha pífia, não passou à segunda fase. Resultados: Ituano 1 x 0 URT, URT 0 x 1 Brasiliense, URT 0 x 0 Serra, Serra 0 x 0 URT, Brasiliense 1 x 1 URT, URT 1 x 0 Ituano.

* Texto: Eitel Teixeira Dannemann.

* Foto: Rabiscos de Eitel Teixeira Dannemann.

Compartilhe