É PATOS OU PARIS!

Postado por e arquivado em ARTES, EVENTOS, MÚSICA.

Terminado o seu mandato em dezembro em 1996, Jarbas Cambraia deixou em caixa a quantia de mais de um milhão de reais, suficientes para quitar a folha de pagamento dos 982 servidores municipais, e desfilou pelas ruas da cidade com todos os veículos e máquinas do município, todos reformados, deixando para seu sucessor (Elmiro Alves do Nascimento) uma admirável estrutura para prosseguir com as ações necessárias para um futuro melhor para o povo do município. Sempre procurou destacar na condição de prefeito, o seu reconhecimento aos servidores municipais e aos seus secretários. Ao longo de seu mandato sempre concluía seus discursos com a célebre frase É Patos ou Paris!, de autoria atribuída a um relojoeiro da cidade, chamado Panca.

Referente à expressão cunhada pelo Panca, em 10 de fevereiro de 2016 o noticiário virtual Patos Hoje publicou a seguinte matéria:

O cantor e compositor Frank Aguiar produziu uma canção em homenagem a Patos de Minas. Ele registrou em vídeo e publicou nas redes sociais mostrando o processo de gravação da música. Na gravação, o cantor se mostra bastante entusiasmado com a canção, que também promete agradar aos patenses.

A música faz uma referência à expressão “Patos ou Paris” muito usada pelos patenses na década de 90 para exaltar as qualidades da cidade de Patos de Minas. Naquela época, a Prefeitura ainda lavava as ruas principais com essência de eucalipto e a região central da cidade era tão limpa que impressionava os visitantes.

O cantor, no entanto, não esqueceu de revelar na música outras riquezas do município como a Fenamilho, a beleza das mulheres, a Catedral de Santo Antônio. A canção em ritmo de forró faz uma mistura da música mineira com ritmos nordestinos.  “Quem foi que disse que é Patos ou Paris? Seja lá aonde for o que importa é ser feliz!”, diz o refrão da música.

A letra da música é do empresário patense Toninho Libânio e dos compositores Dennis Lima e Samor Nolasco. Toninho falou da parceria com Frank Aguiar, que não é de agora e da disponibilidade do cantor de gravar a música em homenagem a Patos de Minas. Toninho disse à reportagem do Patos Hoje que vai programar uma data para fazer o lançamento oficial da canção.

LETRA DA MÚSICA

Quem foi que disse,
quem foi que disse,
quem foi que disse,
que é Patos ou Paris? (2)

Quem foi que disse que é Patos ou Paris,
seja lá aonde for o que importa é ser feliz. (2)

Se Paris tem Rio Sena, Catedral de Notre Dame,
Patos, Paranaíba, Catedral de Santo Antônio.
Se Paris tem Notre Dame,
Patos tem é Santo Antônio.

Sem mi, mi, mi, sem nhem, nhem, nhem,
se o santo de lá é bão, nosso santo é bão também. (2)

Quem foi que disse que é Patos ou Paris,
seja lá aonde for o que importa é ser feliz. (2)

Lá tem Arco do Triunfo, que marcou Napoleão,
Patos tem a Fenamilho, nossa Festa do Peão.
Se lá tem mulher bonita, aqui está cheio de avião.

Oui, oui, o trem tá bão,
se lá tem mulher bonita, aqui está cheio de avião. (2)

Quem foi que disse que é Patos ou Paris,
seja lá aonde for o que importa é ser feliz. (2)

Se em Paris beijo francês está na moda e tudo mais,
ninguém nunca reclamou do jeito que o mineiro faz.
Se em Paris o beijo é bão, nosso beijo é bão demais.

Oui, oui, uai, uai,
ninguém nunca reclamou do jeito que o mineiro faz. (2)

Quem foi que disse,
quem foi que disse,
quem foi que disse,
que é Patos ou Paris? (2)

Veja o vídeo em www.youtube.com/watch?v=1ejCusTfffs.

* Fontes: Efecadepatos (1.º parágrafo, sobre José Cambraia), Patos Hoje (matéria) e Youtube (vídeo).

* Foto: Youtube.

Compartilhe