ANTIGO IMÓVEL DE CLARINDO JOSÉ DE SOUZA: FOI-SE MAIS UM PEDAÇO DE NOSSA HISTÓRIA

Postado por e arquivado em FOTOS, MAZELAS.

O crescimento de Patos de Minas há muito tempo vem provocando sérios prejuízos à História do município com a demolição de construções antigas, autênticos espaços de devoção e memória ao esforço dos pioneiros. Todos aqueles ligados de algum modo à especulação imobiliária afirmam que o moderno é superior ao antigo, que é ultrapassado e deve ser substituído, isto é, é impossível conciliar o progresso à preservação de patrimônios históricos. A ganância e a ignorância sobre a importância da preservação da memória coletiva sempre fala mais alto. Os prédios antigos humanizam as cidades, lembram-nos de que tudo o que temos hoje se deve a pessoas que no passado viviam uma realidade diferente. O progresso é inevitável e extremamente necessário, contudo sua conotação não pode ser egoísta e gananciosa a ponto de derrubar quem ergueu onde vivemos. Assim, ano após ano, o legado histórico vai sendo consumido pela especulação imobiliária que almeja, primordialmente, áreas nobres ocupadas pelos cacos do passado, ao invés de expandir os horizontes. São pessoas que jamais se lembram que estão hoje transitando pelas ruas patenses porque, por exemplo, quem construiu este imóvel¹ foi um dos que proporcionaram o crescimento da Cidade.

* 1: Leia “Casa da Família de Clarindo José de Souza” e “Deixarei Saudade – 37”.

* Texto e foto (13/01/2018): Eitel Teixeira Dannemann.

Compartilhe