SOFÁ NA CALÇADA: EDUCAÇÃO DESPREZADA

Postado por e arquivado em FOTOS, MAZELAS.

Um dia, sabe-se lá quanto tempo, ele foi motivo de alegria quando chegou tinindo de novo. Durante sabe-se lá quanto tempo, foi útil ao conforto bundal de seus donos, provavelmente à frente de um aparelho de televisão. Como o tempo é inexorável, sinais de desgaste foram-se tornando cada vez mais aparentes, motivo mais do que suficiente para aborrecerem seus usuários. E quando os tais usuários, reunidos em assembleia, decidiram que o móvel sofalar já não possuía a aparência de quando chegou, que já destoava dos outros elementos inorgânicos da residência, não pestanejaram em alojá-lo num passeio qualquer, muito do provavelmente pertinho de onde era estabelecido. Pelo menos não foram tão ingratos assim, aconchegando-o na serena sombra de uma goiabeira localizada à Rua Hildebrando José de Souza, quase esquina com Avenida Marabá (lado da descida). Quanto ao ato em si, bem, é prova de que é gente desqualificada.

* Texto e foto (25/03/2018): Eitel Teixeira Dannemann.

Compartilhe