ELI PINHEIRO ATÉ 1980

Postado por e arquivado em PESSOAS.

Filho de José Pinheiro da Silva e Maria Aparecida Pinheiro, nasceu em Presidente Olegário, no dia 16 de fevereiro de 1934. Quando contava apenas 5 anos de idade, a família transferiu residência para Patos de Minas, onde, ao atingir a idade escolar, foi matriculado no Grupo Escolar “Marcolino de Barros”, fazendo curso primário.

Concluída a primeira etapa de seus estudos, seguiu para Belo Horizonte, fazendo os cursos ginasial e científico, de então, no Colégio Arnaldo, para, posteriormente, formar-se em Engenharia Civil, pela Escola de Engenharia da Universidade de Minas Gerais.

Durante seu tempo de estudante, tanto quanto nos dias atuais, manteve-se ligado à sua região. Defendeu com brilhantismo o esporte patense, quer envergando a camisa azul do time de futebol da URT ou a vermelho-preto-branco da equipe de vôlei do Patos Tênis Clube.

Concluído o curso de Engenharia, fez vários cursos: Chefia, Pavimentação e Administração por objetivos da LANG, BRINDERG GLOBE. Fez ainda, as seguintes Viagens de Estudo: Peru – Estágio da Usina da Casa Grande – Operação e Equipamento; México – Irrigação e Produção; Estados Unidos – Irrigação, Operação de Bombas e Drenagem; França – Conservação de Estradas.

Prestou serviços á CIMCOP – Companhia Mineira de Construção e Pavimentação em obras de vulto, como Estrada Parque Contorno de Brasília e Mineirão. Continuou suas atividades na RURALMINAS, onde como Diretor de Obras foi Coordenador das obras do Planonoroeste I, com os seguintes programas: 1) Estrada de construção: Janauba-Jaiba; Bonfinópolis-Arinos e Unaí – Queimados. 2) Estradas rurais: dentro dos núcleos de colonização. 3) Linhas de transmissão: Montes Claros-Janauba; Janauba-Jaiba e PandeirosMocambinho. 4) Rede de distribuição: dentro dos núcleos de colonização. 5) Implantação do núcleo de colonização de João Pinheiro. 6) Implantação do núcleo de colonização de Jaiba. 7) Início da Infraestrutura PHADAP. 8) Projeto de Irrigação de Mocambinho.

No DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM – DER/MG, foi Fiscal de Obras; Chefe da Regional de Varginha; Inspetor de Construção; Diretor da Assistência aos Municípios e Diretor de Construção, sendo o atual VICE DIRETOR GERAL.

O DR. ELI PINHEIRO, tem sido um batalhador em prol de sua região, participando dos seguintes serviços: 1) Pavimentação da Rua Irmão Exuperâncio – da Praça Champagnat até o Parque de Exposição¹; 2) Pavimentação das ruas internas do Parque de Exposição; 3) Pavimentação da Rua da Mata (Vila Garcia); 4) Doação de torno mecânico ao CESU; 5) Terraplanagem da Av. Coletora do Aeroporto; 6) Trecho: Patos de Minas-Presidente Olegário, Cr$ 160.000.000,00 (cento e sessenta milhões de cruzeiros); 7) Pontes sobre os córregos: Três Barras e Mata, Cr$ 60.000.000,00 (sessenta milhões de cruzeiros); 8) Inclusão de trechos de estrada da região, no programa Polocentro.

É casado com Dona Maria do Pilar de Castro Pinheiro, natural de Ouro Preto (MG), tendo quatro filhos: Ricardo (18 anos); Rodrigo (16 anos); Romulo (14 anos) e Robson (5 anos).

Na oportunidade, o nosso conterrâneo ausente, DR. ELI PINHEIRO, apresenta a seguinte mensagem:

“A posição que Minas Gerais ocupa não é apenas no Campo do desenvolvimento econômico, mas também no desenvolvimento social, é exemplo para todos os brasileiros. E reflete sua potencialidade.

No setor da Economia podemos citar, notadamente nas áreas agrícolas, mineral e industrial, a grande soma de contribuição que vem dando todo o Alto Paranaíba, e, particularmente o município de Patos de Minas.

O desenvolvimento social, inter-relacionado com o econômico, vem se completando com o indispensável trabalho de todas as comunidades, e essencialmente através de suas lideranças locais e regionais, quer político-partidárias, quer comunitariamente associativas, e que visem o bem comum, voltadas para as formas mais expressivas de participação e colaboração.

Como Administrador, trabalhando no setor público rodoviário, acompanhando o dia a dia as transformações porque passou o Estado, somos testemunha de que a solução para os problemas regionais se assenta principalmente na efetiva participação das lideranças, pois é através delas e da colaboração de todos, que são conhecidos os indicadores que nos levam a incrementar a ação do governo para o crescente aperfeiçoamento de nosso estágio desenvolvimentista.

Uma consciência concreta de administração está perfeitamente aparelhada para assumir as responsabilidades contraídas pelo poder público, no sentido de promover o bem-estar da população ao lado do desenvolvimento regional – e a integração harmônica da equipe de Governo na execução de tarefas visando um objetivo comum.

E nesta oportunidade, em que a revista “A DEBULHA” me distingue com essa homenagem, quero conclamar a todos para redobrarem seus esforços, no sentido de continuarem colaborando dentro desse objetivo comum, no propósito de promoverem não só o crescente desenvolvimento do município de Patos de Minas, como de resto todo o Vale, pois sem dúvida, ele é uma parcela considerável no desenvolvimento de nosso Estado”.

Dr. Eli Pinheiro.

* 1: Até 12 de novembro de 1959 esse trecho de via era denominada Rua Nossa Senhora de Fátima, quando teve o nome alterado para Rua Irmão Exuperâncio, membro do Colégio Marista. Em 11 de agosto de 1980, a Rua Irmão Exuperâncio foi considerada oficialmente como uma continuação da Rua Major Gote.

* Fonte e foto: Texto publicado na coluna Conterrâneo Ausente com o título “Dr. Eli Pinheiro” na edição n.º 02 de 31 de maio de 1980 da revista A Debulha, do arquivo de Eitel Teixeira Dannemann, doação de João Marcos Pacheco.

Facebooktwittergoogle_plusby feather