MUNICIPIO DE PATOS

Postado por e arquivado em CAPAS DE LIVROS.

Não se encontra na literatura disponível dados suficientes para formar um perfil do escritor e historiador italiano Roberto Capri. Sabe-se que a partir de 1915 ele teve intensa atividade em várias regiões do Brasil, produzindo livros históricos sobre vários municípios. Entre suas obras, destacam-se os álbuns dos municípios de São Paulo e das cidades mineiras. Em 1916 ele publicou o álbum Minas Geraes e seus Municípios. Tratava-se de álbuns de cinquenta cidades que foram reunidos para comercialização em quatro volumes. Em 2005 o álbum foi reorganizado em cinco volumes, tendo sido o primeiro deles dedicado às cidades de Belo Horizonte, Caeté, Diamantina, Mariana, Ouro Preto, Sabará, São João D’El-Rey, Sete Lagoas, Tiradentes e Villa Nova de Lima. O de Patos sem ainda o “de Minas” é esse aí. Contendo muitas fotografias, o livro é composto pelos temas: Divisas, Rios, Superficie, População, Historia, Cidade, Instrucção Publica, Agricultura e Pecuaria, Viação, Divisão, Divisão Administrativa, Divisão Judiciaria, Correio, Divisão Policial, Justiça Federal, Principais Negociantes do Municipio, Principais Fazendeiros, Agricultores e Criadores e Profissões Diversas. É o primeiro trabalho histórico em que aparece o município de Patos de Minas. A foto da capa é a antiga Prefeitura, na época chamada de Paço Municipal, na esquina da hoje Avenida Getúlio Vargas com Rua José de Santana, onde está hoje o Palácio dos cristais.

* Texto: Eitel Teixeira Dannemann.

* Foto: Arquivo da Fundação Casa da Cultura do Milho.

Compartilhe