PROJETO PATOS COM FLORES NO TREVO DA PIPOCA

Postado por e arquivado em HISTÓRIA.

A Secretaria de Serviços Públicos, em convênio com a iniciativa privada e empresas públicas, desenvolve um programa de recuperação de praças, jardins e canteiros da cidade, procurando embelezar esses logradouros freqüentados pela população na certeza de que a satisfação visual é um grande passo dado em direção ao bem estar da comunidade e boa impressão dos que nos visistam. O sistema que vem sendo usado é o da adoção de uma praça ou jardim por determinada empresa que assume a responsabilidade pela manutenção do local adotado.

No chamado Trevo da Pipoca (foto), a maior praça existente na zona urbana da cidade, a parceria estabelecida entre Prefeitura Municipal e Copasa nasceu do conhecimento de que o consumo de água necessário para a manutenção dos canteiros seria muito grande. Na realidade, são 2.500 metros cúbicos de água utilizados mensalmente, o que corresponderia a um pagamento de R$ 2.300,00 se porventura o consumo fosse cobrado da administração municipal. Para realização da obra decidiu-se que a Copasa seria responsável pela elaboração do projeto de irrigação, fornecimento da tubulação necessária e serviço de bombeiro, enquanto a Prefeitura participaria com o restante da mão-de-obra e projeto paisagístico.

Para o material de irrigação utilizado na praça a Copasa gastou dois mil e seiscentos reais, cabendo à Prefeitura o montante de mil e setecentos reais, fora a despesa com as bombas. Foram aproximadamente 600 mudas de árvores de porte baixo plantadas nos 20 mil metros quadrados que compõem o anel rodoviário intitulado Trevo da Pipoca¹, e que dentro de pouco tempo estarão dando à principal entrada da cidade um visual compatível com a importância da cidade.

Para os engenheiros Ricardo Medina Coeli e Pedro Cunha, responsáveis pelo desenvolvimento do projeto de irrigação, o Trevo da Pipoca é uma obra especial, já que servirá em futuro bem próximo como cartão postal de nossa cidade. “A primeira impressão é a que fica, e a idéia de se transformar nossa principal via de chegada em um belo jardim merece aplausos de toda a comunidade. Nós nos transformamos em parceiros da administração municipal, e isso é muito bom, porque dá bem a idéia do perfeito entrosamento existente entre Copasa e Prefeitura”, enfatizou Pedro Cunha.

* 1: Oficialmente, através da Lei n.º 4.061, de 14 de novembro de 1995, o nome do local é Trevo Engenheiro Jayme Fonseca. Leia “Trevo da Pipoca”.

* Fonte e foto (Joaquim Amaral): Texto publicado com o título “Projeto Patos com Flores” na edição n.º 61 de 15 de dezembro de 1997 do jornal O Tablóide, do arquivo de Eitel Teixeira Dannemann.

Compartilhe