ROLAR SOBRE PORQUEIRAS

Postado por e arquivado em ANIMAIS DE COMPANHIA, CÃES, COMPORTAMENTO.

4Os cães, da mesma forma que muitas pessoas, gostam de disfarçar seus odores corporais com odores artificiais. Eles acham certos odores agradáveis e em geral preferem o cheiro de material orgânico em decomposição.

A aplicação de perfume canino quase sempre é realizada de forma ritualística. Se um cão quer simplesmente brincar, se joga de costas de maneira descuidada – algumas vezes dando cambalhotas para fazer isso – e, arqueando para a direita e para a esquerda, chuta as patas para cima no ar. Depois se levanta e sai correndo.

Porém, quando está em busca de perfume, um cão é muito mais minucioso. Ele cheira cuidadosamente a colônia escolhida. Se vier em “frasco” como um pássaro morto, ele pode carregá-la até um canto qualquer e arrumá-la da maneira que lhe parecer a melhor. Então, com muito cuidado, como um humano aplicando perfume atrás de uma orelha e depois da outra, ele se esfrega na substância com um ombro e depois com o outro. Nesse estágio, ele ainda não rola. Em vez disso, inala o perfume mais uma vez e, revigorado pelo aroma, aplica a substância novamente nos ombros; depois, usando um movimento completo de rotação, nas costas. Esta é uma manobra inteligente para um animal que precisa caçar e matar outros animais na selva para sobreviver. Se disfarça seu próprio odor e é farejado por uma refeição potencial, a refeição provavelmente não ficará muito preocupada se pensar que o que está se aproximando é um pássaro morto.

* Fonte: 100 Perguntas Que Seu Cão Faria ao Veterinário (se ele pudesse falar…), de Bruce Fogle.

* Foto: Portaldodog.com.br.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

captcha

Please enter the CAPTCHA text